Da “religião” programada pelos homens ao mandamento revelado por Deus

[Leitura] Jos 24,1-2a.15-17.18b;Ef 5, 21-32; Jo 6, 60-69

[Meditação] Antes de voltarmos a seguir o Evangelho segundo S. Marcos, no próximo domingo, fomos colocados, com a ajuda do evangelista João, diante de dois caminhos: ou seguir Jesus Cristo na resposta ao mandamento de Deus ou participar meramente a um conjunto de tradições programadas pelos “crentes” (este termo está aqui entre aspas porque o verdadeiro crente será sempre «o que ouve a Palavra de Deus e a põe em prática» com a ajuda do Espírito de Deus).

No XXI domingo do Tempo Comum foram, também, colocados diante dos olhos da fé três testemunhos fortes quanto ao seguimento eficiente e não meramente cultural:

1º – Josué e a sua família afirmaram servir o Senhor, no meio de um povo que, no deserto, teimava compensar a dureza do caminho para a terra prometida com os falsos deuses dos Amorreus.

2º – Pedro e os outros apóstolos que afirmaram preferir seguir Jesus, que tem palavras de vida eterna, no meio da multidão de “discípulos” que não aguentaram a “dureza” das suas afirmações sobre o pão que dá a vida eterna.

3º – Paulo que reafirmou a importância da família cristã como ambiente relacional que, no modelo da relação entre Cristo e a Igreja, nos pode ajudar a permanecer no caminho certo, despistando os falsos modelos que a sociedade, por vezes, nos impõe.

Como nos afirma o Papa Francisco, «o tempo é superior ao espaço» (Evangelii Gaudium, n. 222 e seguintes). Por isso, não é conveniente agarrarmo-nos meramente ao “detrito de religião” que organizamos pelas nossas próprias mãos num determinado espaço paroquial, sendo importante seguir os passos do Mestre, por onde quer que Ele nos indique o caminho, através da proclamação da Palavra e a realização da Caridade que O torna presente e o Magistério da Igreja, Sua esposa. Enfim, o mandamento do Amor pelo qual somos salvos terá sempre na relação entre Cristo (sempre o mesmo) e a Igreja (constantemente em renovação) a sua síntese mais bela e eficiente!

[Oração] Sal 33 (34)

[ContemplAção] Em: twitter.com/padretojo

%d bloggers like this: