A inabitação de Deus faz de ti uma roulote!

[Leitura] Act 14, 5-18; Jo 14, 21-26

[Meditação] A pergunta de Judas Tadeu − «Senhor, como é que Te vais manifestar a nós e não ao mundo?» − à qual Jesus não responde diretamente, quase parece uma traição, não à maneira do Iscariotes que o fez diretamente, mas à sua Verdade que é salvação universal acessível a todas as pessoas que habitam o mundo, como a recente Exortação Apostólica do Papa Francisco, «Alegrai-vos e exultai!» pretende transmitir.

A inabitação de Deus em nós, prometida por Jesus a quem «guardar a sua Palavra» no sentido da sua prática, não faz de nós habitantes de uma casa fechada às sete portas, como aconteceu com a primitiva Igreja antes do Pentecostes. Ao contrário, faz de nós habitantes de uma roulote que sai pelas estradas e caminhos do mundo, ao encontro dos que procuram, por vezes muito erradamente, a felicidade.

Tanto na primitiva Igreja, como na Igreja em diáspora de Paulo o mais importante não era o que tinham em casa, nem a mera defesa de uma instituição (o que pensariam os Apóstolos da forma como definimos hoje a instituição Igreja?!). O Espírito Santo, que é a Pessoa divina que assiste a Igreja na história da Salvação, enquanto que Jesus à direita do Pai a preside, não está só nela, mas também fora dela, de modo a permitir muitos caminhos que se podem resumir na Lei do Amor à qual muitos podem responder assertivamente através de uma boa vontade.

Então, quer estejamos reunidos em assembleia, quer estejamos nos caminho do mundo, o Espírito acompanha-nos na transformação da vida humana, rumo à paz do Reino que é um dom de Deus. Mas a Palavra informa-nos que, desde todas as latitudes da existência humana, Deus forma toda a alma humana que anela pelo seu Amor.

Deus não está em nenhum lugar verdadeiramente senão na alma. Há qualquer coisa de Deus em todas as criaturas, mas é só na alma que Deus é divino, porque esta é a sua morada última.

— Mestre Eckhart

[Oração] Sal 113 B (114)

[ContemplAção] Em: twitter.com/padretojo

%d bloggers like this: