Deixemos Jesus Cristo reinar, sem confusões e rodeios quanto à caridade

[Leitura] Ez 34, 11-12. 15-17; Sal 22 (23), 1-2a. 2b-3. 5-6; 1 Cor 15, 20-26. 28; Mt 25, 31-46

[Meditação] Uns jovens crismados encontrando-se com o Papa Francisco, aproveitaram para lhe perguntar o que deveriam fazer para estarem comprometidos com a missão da Igreja. Sua Santidade, sem rodeios, propôs-lhes: ide já, sem demoras, viver o que está escrito no capítulo 25 do Evangelho segundo S. Mateus!

O Papa poderia ter-lhes dito: não andastes dez anos na catequese? Vamos a cumprir tudo o que aprendestes! Antes, poupou-os da confusão que, por vezes, mesmo dentro da Igreja, paira quanto ao cumprimento do Reino: o Evangelho de Jesus Cristo. Confundir para reinar, é o mote da atitude de muitos, adiando a missão da Igreja que é: deixar Jesus reinar, nas escolhas que se fazem e nas decisões que se tomam.

Por vezes, confundimos a parte com o todo, esquecendo-nos que o Rei Universal é «tudo em todos». Portanto, na missão da Igreja, a parte não pode ser confundida com o todo, mas nela podemos reconhecer o Tudo que é Cristo, por exemplo, quando Ele se identifica com os pequeninos. Então, sirvamo-Lo enquanto estamos na parte, sem termos a pretensão de nos autoreferenciarmos (penso em indivíduos e grupos de indivíduos…, na Igreja e no mundo).

[Oração]

[ContemplAção] Em: twitter.com/padretojo