A Natividade de Maria, “enxerto” para o Natal de Jesus e o nosso renascimento

[Leitura] Miq 5, 1-4a; Rom 8, 28-30; Mt 1, 1-16. 18-23

[Meditação] A Festa da Natividade da Virgem Maria é uma das oportunidades do Ano Litúrgico para proclamarmos a Genealogia de Jesus Cristo. Nela reparamos que o registo de antepassados se refere a uma geração masculina até José, esposo de Maria, da qual nasceu Jesus por geração divina, segundo o “modo” que o evangelista narra.

Penso na natividade de Maria como se fosse um “enxerto” que proporcionou o nascimento de Jesus, aproveitando-se a natureza humana a que Deus Pai associa a natureza divina de Seu Filho, com a “gema” ativa do Seu Espírito.

Contemplo nas famílias cristãs, a partir do Matrimónio e do Batismo que os pais pedem para os seus filhos, a mesma operação divina, para que todas as genealogias de criaturas possam servir para pertencermos à sempiterna Família de Deus.

[Oração] Sal 12

[ContemplAção] Em: twitter.com/padretojo