Publicado em Lectio Humana-Divina

Servir com alegria é estar em Jesus Cristo

[Leitura] 2 Cor 9, 6-10; Jo 12, 24-26

[Meditação] Quem entra na Basílica de S. Lourenço extramuros, em Roma, a primeira sensação que tem é a de estar numa igreja de subúrbios urbanos, na qual se misturam elementos da liturgia e da piedade popular. Mas o cuidado especial em cuidar a cripta desta basílica mostra bem o mérito do seu Santo onomástico: um núcleo em mosaico que nos eleva à grande capacidade de consideração e de louvor de tão grande mártir cuja forma de martírio ali está bem representada.

No dia de S. Lourenço e diante de tão grande exemplo de serviço é bom contemplarmos o ministério do diaconado, sobretudo o permanente. Num tempo em que na Igreja se tendem a fechar os minsitérios no interior dos templos, urge elevá-los àquela consideração (também muitas vezes de martírio) em outros âmbitos: a pastoral profética e a pastoral social – hoje tão carecidas de cuidado colaborativo com o espírito de desprendimento com que Loureço morreu, dando os bens aos seus titulares destinatários: os pobres.

Servir com alegria é muito diferente de servir-se para a própria alegria, enquanto que servir na cruz é sempre sinónimo de estar com Jesus Cristo. Assim, a basílica de S. Lourenço é uma parábola do que pode ser o processo de nova evangelização, entre uma cripta solene de recordação do seu martírio ao templo que é acolhimento para todos os que habitam naquele contexto suburbano de fronteira.

[Oração] Sal 111

[ContemplAção] Em: twitter.com/padretojo

Autor:

Padre da Diocese de Viseu