Em Jesus transfigurado somos tocados pelo amor do Pai que nos eleva do medo

[Leitura] Gen 12, 1-4a; 2 Tim 1, 8b-10; Mt 17, 1-9

[Meditação] Segundo os estudiosos da Bíblia, o texto original grego do Evangelho supera a tradução portuguesa que utiliza um verbo no ativo, quando, na verdade, é um passivo. Jesus não Se transfigurou, mas foi transfigurado pelo Pai. Por isso, antes de qualquer mandamento da Lei de Deus, está o pressuposto “mandamento zero ou propedêutico” que é deixar-se amar por Deus Pai.

A forma passiva, segundo a história da espiritualidade, foi a que sempre foi adotada para se intuir a vontade de Deus que, pressupondo o Seu amor por cada ser humano, o toca e convida a levantar-se e a caminhar num percurso que vai desde a individualidade à comunidade do Povo de Deus. Foi este convite que Deus dirigiu a Abraão.

Hoje, como sempre, Deus Pai continua a tocar a humanidade por Jesus Ressuscitado, impelidos pelo Espírito para a missão. Para Lhe correspondermos, como fizeram Pedro, Tiago e João, escutemos a Palavra como Dom do Pai e acolhamos Jesus nos outros, também como Dom (cf. Mensagem do Papa Francisco para a Quaresma 2017).

[Oração] Sal 32 (33)

[ContemplAção] Em: twitter.com/padretojo