Publicado em Lectio Humana-Divina

Acreditar e pôr-se a caminho para ver a Palavra realizava

[Leitura] Is 65, 17-21; Ev Jo 4, 43-54

[Meditação] O trecho evangélico de hoje prova-nos que a Palavra de Deus é eficaz em tempo real, porque é eterna. A nossa atitude perante essa Palavra é que é, frequentemente, em deferido, distraídos que estamos no momento em que Jesus está pronto para agir em nosso favor.

A liturgia de hoje propõe-nos dois movimentos que podemos adotar para conseguirmos concentrar-nos no acolhimento da eficácia da Palavra de Deus. Podemos chamá-los de “ascese” e “discese”. O primeiro deve-se ao nosso esforço e descreve a nossa coragem de acreditar no que Jesus diz; o segundo deve-se ao toque que Jesus realiza em nós e descreve o caminho que nos leva à confirmação de que Ele é verdadeiro. Foi este “pêndulo” que também marcou o ritmo da vida de Maria desde o início, entre a Anunciação e a Visitação, a Perda e o Encontro… até à Morte e Ressurreição.

Estes dois movimentos descrevem também a vida de um povo, entre o cuidado com a relação com o seu Deus e o cuidado para com a casa comum (usando a expressão da recente Encíclica do Papa Francisco). Estes dois tipos de cuidado são inseparáveis e interdependentes. Refletem o amor infinito de Deus e a vontade do homem em acolhê-lo. É Ele que realiza tudo em todos. A nós, basta que acreditemos e que nos ponhamos a caminho…

[Oração] Sal 29 (30)

[ContemplAção] Em: twitter.com/padretojo

Autor:

Padre da Diocese de Viseu