Publicado em Lectio Humana-Divina

Testemunho cristão: um acordo solidário

[Leitura] 1 Jo 5, 5-13; Lc 5, 12-16

[Meditação] Não raramente pensamos que dar testemunho da fé em Cristo é questão de um esforço pessoal heróico e não estamos longe da verdade. No entanto, a liturgia da Palavra de hoje, ajuda-nos a perceber que não basta o mero esforço pessoal. É necessária a unanimidade de três fatores que nos são apontados na Primeira Carta de São João: o Espírito, a água e o sangue.

Na apresentação dos dons da Eucaristia, na preparação do cálice, o diácono ou o sacerdote, ao deitar a pequenina porção de água no cálice com o vinho, em voz baixa, diz: «Pelo mistério desta água e deste vinho sejamos participantes da divindade d’Aquele que assumiu a nossa humanidade». Com efeito, Jesus, ao acolher o pedido de cura do leproso, tem em si o “cimento” que une a sua humanidade à sua divindade, que o faz ser Verbo que age. O «Eu quero; fica curado» é imediata concordância com a Vontade do Pai no Espírito Santo.

Para conseguirmos esta “unanimidade solidária” em nós, precisamos de nos acostumar, como Jesus, a lugares desertos, onde conseguimos melhor contemplar o Espírito de Deus, para O podermos invocar nas situações diversas em que somos chamados a participar na solicitude de Jesus Cristo para com todos os tipos de “lepra” que danifica a vida humana.

[Oração] Em: Categorias

[ContemplAção] Em: twitter.com/padretojo

Autor:

Padre da Diocese de Viseu