Publicado em Lectio Humana-Divina

Na seara do Senhor, pedir é envolver-se

[Leitura] Is 30, 19-21. 23-26; Mt 9, 35 – 10, 1. 6-8

[Meditação] O tempo do Advento continua a ser, para nós, recapitulação das promessas feitas pelo Senhor Deus e do seu cumprimento em Jesus Cristo. O caminho está traçado e é preciso reingressar nele, desde os atalhos tomados por distração, desleixo ou imediatismos enganosos. Não quer dizer que o caminho escolhido por Jesus seja uma via rápida, nem sequer um caminho largo; mas, com certeza, um acesso direto às multidões fatigadas e abatidas. Por isso, pedir ao Senhor da messe que envie trabalhadores para a sua messe é, à partida, estar envolvido nas mesmas preocupações que nos levam a pedir. Aos Doze, Jesus deu poder e instruções, estando clara a importância das “ovelhas perdidas” e que a distância do caminho não será longa. No entanto, urge cuidar, sarar e cooperar na libertação do mal. Quem recebe gratuitamente o que pede, deve dar gratuitamente o que recebe. Oxalá a nova cultura vocacional, que é o mesmo que dizer pastoral vocacional na nova evangelização, se atualize sempre na novidade deste evangelho da vocação. Não aconteça não se pedir com medo de poder vir a estar envolvidos, enquanto se têm os problemas estruturais resolvidos.

[Oração] Em: Categorias

[ContemplAção] Em: twitter.com/padretojo

Autor:

Padre da Diocese de Viseu