Publicado em Lectio Humana-Divina

A Verdade é um Rei Universal capaz de nos salv(am)ar!

[Leitura] Dan 7, 13-14; Ap 1, 5-8; Jo 18, 33b-37

[Meditação] Chegámos ao final de mais um ano litúrgico. Iniciaremos um novo ano litúrgico-pastoral (do ciclo C), com o auxílio de um “farol num porto seguro”: Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo. É uma Solenidade que nos convida a um recomeço, o que permite deixarmos para trás a relação com os deuses da escravidão e das verdades abstratas e abraçarmos Aquele que é a Verdade em pessoa, capaz de nos libertar e salvar. É um Rei de amor universal! A luz deste “farol” não é terrena, vem de outro mundo. Os pontos cardeais de uma latitude sem fim são: verdade e vida, santidade e graça, justiça, paz, amor e serviço. Ele foi consagrado com o “óleo da alegria” e passou pelo “altar da cruz” como vítima de reconciliação. Por isso, quem, como Ele, der testemunho da verdade que escuta, fará parte deste Reino grandioso e eterno, que ninguém poderá destruir. Ele tem a aparência de “Servo Sofredor”, é Rei do Serviço e tem um “poder universal” que nenhuma força lhe pode tirar. Por isso, revistamo-nos d’Ele, preferindo-O, escutando-O, amando-O e servindo-O nos mais pobres, à maneira do que o Papa Francisco nos afirmou: «quem tem mais autoridade é o que serve».

[Oração] Em: Categorias

[ContemplAção] Em: twitter.com/padretojo

Autor:

Padre da Diocese de Viseu