Pedro e Paulo: o ecumenismo de sempre, de mãos dadas

[Leitura] Vigília: Act 3, 1-10; Gal 1, 11-20; Jo 21, 15-19; Dia: Act 12, 1-11; 2 Tim 4, 6-8. 17-18; Mt 16, 13-19

[Meditação] Frequentemente, costumamos dizer que Pedro e Paulo, as duas colunas da Igreja que encontramos figurados na solene praça do Vaticano, são os protótipos ora deste, ora daquele Papa, ao longo dos tempos, respetivamente, quando se usa da Lei ou mais da Misericórdia, uma mais “opressora” e outra mais “libertadora”. Esquecendo-nos de que a Cabeça da mesma Igreja é Jesus Cristo, o “Servus servorum” (Servo dos servos de Deus). Não devemos ter receio de ver em Francisco a síntese e o equilíbrio que permite a tal “Santidade média”, quer dizer, a acessível e possível de executar segundo a graça de Deus dispensada a todos como meio da Salvação. Não podemos mais pactuar com cisões das Personalidades e das Instituições que dizemos servirem as causas de Deus, mas procurar, nelas, um equilíbrio que denote procurarmos saber conviver com todas as dimensões que compõem a harmonia do ser humano capaz de Deus. Pedro também continha em si a misericórdia e Paulo também foi muito duro com os Coríntios. Não podemos apadrinhar este ou aquele Papa (ou este ou aquele Santo) a pensar que estamos a escolher um modelo ou direção diferente, para, talvez, chegarmos mais rápido a Cristo. Esta é uma via falsa, porque nos remete para o caminho em direção a nós próprios no que temos de autodefesa e autoconservação (muitas vezes do mal que nos aprisiona). Desde Jerusalém, onde Cristo deu a Sua vida por nós (fazendo brotar do seu coração sangue e água), que a Igreja é ecuménica. Não me admira se Francisco queria, em parceria com os Ortodoxos, unificar a data da Páscoa. Oxalá! É sinal de que a Igreja Católica não quer a universalidade só no nome, mas também no desígnio de salvação que, pela Páscoa do Ressuscitado, ela serve de mediação para todos os povos e nações. Se não entrarmos de mãos dadas nessa porta, ela não se abrirá ou não será a porta da Páscoa definitiva!

[ContemplAção] Em: twitter.com/padretojo