Publicado em Lectio Humana-Divina

João, o Precursor “percutido”

[Leitura] Jer 1, 4-10; 1 Pedro 1, 8-12; Lc 1, 5-17 | Is 49, 1-6; Act 13, 22-26; Lc 1, 57-66. 80

[Meditação] Um eco que perpassa as leituras, quer da vigília, quer do dia desta Solenidade do Nascimento de São João Batista é o da alegria que tem a sua fonte ou causa ainda antes da experiência do nascimento. Vejamos: “antes de te formar”, “antes que saísses do seio de tua mãe”, “amais Cristo Jesus sem O terdes visto, acreditais n’Ele sem O verdes ainda”, a alegria de Zacarias ainda antes de se realizar o milagre em Isabel, o próprio menino exultou no seu seio ao pressentir Jesus no seio de Maria (cf. Lc 1, 41); “chamou-me desde o seio materno”, a declaração no nome numa tábua antes da fala de Zacarias. A exclamação do povo “Quem virá a ser este menino?” e estes sinais ajudam-no a perceber a vocação muito aquém do utilitarismo que lhe costumamos atribuir, sobretudo quando se trata na de especial consagração, não atribuindo tanta confiança à origem da vocação. Quando se faz votos para que haja muitas e santas vocações na Igreja, convém que sintamos a alegria “percutida” no seio das mães e no seio das comunidades.Sem esta alegria, como poderá ser que os mais novos e, em especial, os jovens possam sentir amados e atraídos pelo amor de Deus que, antes do os chamar, já os amava e sonhava com eles? Antes de sermos precursores do Senhor na missão efetiva da Igreja, convém que estejamos predispostos a sentir o afeto como eco desse amor eterno. Acompanhemos os jovens, ajudando-os a ler os sinais do amor que faz ecoar o chamamento de Deus acerca da sua vida, antes mesmo de lhes “sugerirmos” a resposta a uma entrega definitiva. Portanto, como João Batista, é bom que nos sintamos “percutidos” pelo sonho de Deus a nosso respeito, através dos acontecimentos que envolvem/envolveram o nosso nascimento, para que ao construirmos uma resposta vocacional, saibamos a Quem estamos a responder.

[ContemplAção] Em: twitter.com/padretojo

Autor:

Padre da Diocese de Viseu