Rocha firme é a incarnação da Vontade de Deus

O que dá consistência à “casa” que é a vida de cada um é a “rocha” firme que é a Vontade de Deus. As vontades humanas são muitas vezes inconsistentes, precisamente por serem “vontades” contraditórias e ambíguas, mesmo dentro da mesma pessoa. Deus sabe o que quer e o que não quer para nós…  sempre! E acertadamente. O ser humano anda à procura e vai realizando o seu projeto de vida entre sucessos e fracassos. Por isso o Evangelho do dia (Mt 7, 21.24-27) sugere que regressemos sempre a uma “casa” com um alicerce firme que também poderíamos considerar de “lar”: o que vamos construindo com esforço, mas sobre a garantia da força de Deus. O contrário é permitirmos que se sedimentem em nós as “areias” que mais tarde, em vez de nos dar segurança, no-la tiram debaixo dos pés, no momento em que mais precisarmos dela. Palavras, mesmo que piedosas (“Senhor, Senhor!”), podwm ser somente “areias” se não forem acompanhadas de ações concretas onde se materialize a suma vontade d’Aquele que tudo pode sempre e para nosso sumo bem.