Uma grande força escondida!

Existe uma grande força escondida no interior de cada ser humano. como a imagem sugere, é uma força que irrompe como a lava de dentro de um vulcão.
Essa força está alojada no “quarto” mais profundo do nosso ser não de todo visitado, porque escondido naquilo a que chamamos inconsciente. Mas é uma força propulsora de todas as “estações” da nossa vida. No “aqui e agora” do nosso viver essa força manifesta-se em duas direcções: no correr para a realização dos valores em que acreditamos e pelos quais lutamos como valores em si próprios; e também encontramos resíduos dessa força naquele impulso que temos em satisfazer as nossas necessidades pessoais de atenção, aprovação e de afecto.
Grande parte desta força, por ser desconhecida, não é utilizada, acontecendo que ela irrompe do nosso interior muitas vezes sem o nosso auto-controlo, como acontece com um vulcão, cuja lava vem sempre para baixo ameaçar o solo seguro que pisamos. Conhecer as diversas manifestações positivas e negativas desta força interior ajuda-nos a orientá-la sermpre para os valores mais elevados, de forma a que o seu “calor” nos faça subir em vez de descer.
O mais paradoxal é que esta força está por detrás da nossa fraqueza. Esta é a porta que queremos tendencialmente manter fechada “às sete chaves”, por não querermos conviver com as nossas limitações. “Acordar o vulcão” que está dentro de nós também não é sempre cómodo, por causa da imprevisibilidade daquela força desconhecida. Há, portanto, um certo preço a pagar para conhecermos aquela força para a podermos orientar com uma decisão deliberada para o bem que somos chamados a alcançar.
Do ponto de vista espiritual, fugir desmesuradamente da contemplação das nossas limitações pessoais e não querer aceitá-las com alegria, e ainda fugir dos momentos de tribulação de diversa ordem, poderá levar a um contexto de paz aparente que não se desenvolve em paz maior e profunda que justamente reverta em paz para os outros, se não visitarmos aquele “quarto” interior mais profundo onde está escondida aquela misteriosa força. Paradoxalmente, ela esconde-se por detrás daqueles aspectos do nosso “eu” que não queremos aceitar. É a sua “face ameaçadora”, mas tem um “bom coração” que não deixa de pulsar a verdade mais profunda acerca de cada um de nós, cuja Fonte nos impulsiona e nos atrai ao mesmo tempo.
Porque é que a procuras fora de ti?
%d bloggers like this: