O teu esvaziamento*, Senhor…

… é a Aliança, mesmo antes de todas as alianças!… A pedagogia do Pai, que no teu nascimento Te põe nas nossas mãos protectoras e na morte Te põe nas nossas mãos ameaçadoras, é um mistério inefável de amor que se revela no tempo da ressurreição.
No Teu nascimento era preciso que uma criança fosse salva; na tua morte era preciso que um homem se entregasse na cruz; aquele abre-nos à via revelativa, esta introduz-nos na via redentiva.
Agora, na história, é preciso que cada aliança seja sinal dessa primeira Aliança que dá sentido a todas as alianças.
Na verdade, o Teu nascimento atrai a nossa pobreza nos pastores e espalhas a tua riqueza através dos magos; na nossa debilidade manifestas a Tua força. Doravante, se quiser crescer, terei de me encontrar contigo aí: no teu berço encontro a minha identidade, na tua cruz descubro o que fazer dela; no teu nascimento encontro-me, na tua morte e ressurreição aprendo a gerir-me dentro da nova e perene Aliança.

_____________________
* Esvaziamento = KENOSIS (ke/nwse – ekénose) que significa esvaziamento, é encontrado no novo testamento como o esvaziamento de Jesus (Fl 2,7), esta relacionado a sua divindade, mas precisamente ao deixar de lado seus atributos divinos sem perder sua natureza divina. Jesus deixa de depender de seu poder divino para depender do Espírito Santo.

%d blogueiros gostam disto: