Humildade

é força sob controlo!

Muitas vezes falamos de pessoas passivas como sendo humildes. É uma forma simpática de as elogiarmos, embora intimamente as consideremos bastante ineficazes. Nalgumas culturas raramente se admira a humildade, encarando-se como o contrário da agressividade que se associa ao êxito.
Passividade é recusar fazer uma afirmação por medo. Humildade é fazer uma afirmação por amor. Era essa a mensagem de Jesus quando afirmou: «Se alguem te baer na face direita, oferece-lhe também a outra» *. Não disse: «Se alguém te bater na face, vira costas e vai-te embora». Instruiu especificamente as pessoas para tomarem uma posição e afirmarem-se. Jesus preferiu uma vida breve cheia de humildade a uma vida longa cheia de passividade e de medo**.

Celebramos neste 12º Domingo do Tempo Comum a Solenidade da Natividade de S. João Baptista. Nasceu também para uma vida não muito longa, mas marcada por uma humildade determinada em apontar para o Messias. Um exemplo!

_____________________

* Mt 5,39

** Cf. M. W. BAKER, O maior Psicólogo de Todos os Tempos. Jesus e a Sabedoria da Alma, ASA Ed., Porto 2006, pp. 35-37.
%d bloggers like this: