Publicado em Integração Psico-Espiritual

Educar para o desejo

Se as pessoas não vivem à altura dos ideais não é porque não queiram, mas porque não podem desejá-lo. Têm o futuro pré-anotado: dos pais que já ao colo programaram o seu destino, ou talvez na moda que propina as regras do que se há-de fazer e pretender, talvez do outro… Mas o facto é sempre esse: falta a capacidade de desejar automaticamente, de escolher livremente como gastar a própria vida. Sendo bloqueado o desejo, permanece bloqueada cada decisão pessoal. Na verdade, a acção responsável da pessoa começa com um desejo.
Como ajudar no acesso ao mundo dos desejos? (ma próxima reflexão)

Autor:

Padre da Diocese de Viseu