O pensar psicológico

A psicologia do profundo, para além de observar e descrever os comportamentos, é já em grau de intuir nesses a presença de um substrato ontológico que faz de um facto psíquico um acontecimento humano. Em relação às cièncias empíricas e teóricas, trata-se de uma radical reviravolta no modo de ler a realidade. O pensar psicológico, sempre empírico e ligado aos detalhes que contêm o viver quotidiano, pode no entanto colher a essencial humanidade que, no banal, se exprime sem nunca coincidir com esse. Conhecendo a interioridade, única e irrepetível dos indivíduos, pode conhecer o funcionamento universal do coração humano.

Este pensar psicodinâmico mete a psicologia em diálogo inevitável com as ciências que definem a essência do homem. Segere também um método educativo que, enquanto estima o modo actual de viver da pessoa, provoca-a a adequá-lo à riqueza ontológica que ela possui por natureza*.
_________________

* A. MANENTI, Il pensare psicologico. Aspetti e prospettive, Edizioni EDB, Bologna 1997.