A grande fé…

… será aquela que vê Deus nas pequenas coisas

e acontecimentos do quotidiano,

Aquela fé que nos faz pôr a questão:

Como Deus interfere na minha vida?

 

A resposta a esta questão nas dinâmicas espirituais como o exame de consciência, a lectio divina ou a simples meditação da Palavra de Deus, poderá seguir o modelo histórico-bíblico, em que a vida se torna um lugar de leitura iluminada da fé, levando também, a uma maturação da própria fé. A própria história é a prova mais convincente, porque mais pessoal, da presença de Deus e de um Deus não neutro e… igual para todos, mas com um rosto, uma atitude, uma palavra, um gesto que o crente sente orientado para si, inconfundível e irrepetível, assim como inconfundível e irrepetível é a existência de cada pessoa (cf. Amedeo CENCINI, I sentimenti del figlio, 118).

       A Bíblia é a história-mãe de todas as histórias de fé. Contém um fundo icónico (de ícone) que nos ajuda a interpretar a própria existência a partir de cada acontecimento vivido individualmente ou em comunidade.