5º Dia – Determinação

Para o sal não perder força
Nem a luz ficar escondida
Lá vai o Santo em aventura
Deixando a Cruz de Coimbra

Para abraçar a alta meta
De um testemunho forte
Que irmãos mártires deram
Para os lados de Marrocos

De onde saiu doente
O Santo já conquistado
Navegando de regresso
Aos desígnios do Amado

Que era fazer do Santo
Um pregador distinto
Martelo dos hereges
Modelo deste faminto

Que a nove de junho
Do ano oitenta e cinco
Recebeu Confirmação
Do apressado Batismo

Pai Nosso. Avé Maria. Glória.

4º Dia – Crescimento

Foi passada a adolescência
Nas carteiras das lições
Como o Santo em São Vicente
A corrigir as paixões

De violência eram fortes
Já o diziam as distâncias
Resolvidas pela amizade
Dos que tinham mesmas ânsias

De futuro comprometido
Desde a infância levado a sério
Já profetizado pelo Arauto
Presente no Batistério

Onde a água e a Trindade
Afastaram do perigo
Não só o da puberdade
Mas também do inimigo

Que assalta os mais simples
Que se oferecem ao Senhor
Impondo-lhes desvios
Que desdizem o amor

Pai Nosso. Avé Maria. Glória.

3º Dia – Anúncio

Ao incrédulo deu o Santo
Uma prova eloquente
Que o burro confirmou
Ser Santíssimo o Sacramento

Que neste dia adoramos
No Corpo e Sangue de Jesus
Que do altar às estradas
No Espírito o Pai nos conduz

P’ra revelar ser verdadeiro
Como o desígnio da vocação
Que p’ra cada um é dom
Ao serviço dos irmãos

Com os quais foi a brincar
Que o avô me encontrou
A construir um altar
Não estar perdido constatou

No caminho que o Senhor
Lhe haveria de mostrar
Logo após a primária
Pois a Fornos foi parar

Pai Nosso. Avé Maria. Glória.

2º Dia – Louvor

Viva o Santo padrinho
E a madrinha também
Viva o menino renascido
No colo de sua mãe

Que o saudoso pároco
Acolheu com solicitude
Era de nome Artur
Homem cheio de virtudes

Manifestou-as bem
Nas obras do dia a dia
Era o primeiro anúncio
Que ao menino oferecia

Antes da catequese
Que não tarda a acontecer
Remeteu-o à família
Era lá o amanhacer

Para a vida de cristão
Onde a vela acesa diz
Mais tarde ser o pão
O dom que o Santo quiz

Pai Nosso. Avé Maria. Glória.

1º Dia: Invocação

Foi a doze de julho
De setenta e três
Que um menino nascido
Foi levado aos pés

De uma pia batismal
Cheia de água salubre
Foram os passos da fé
Que apressaram o encontro

Com a vida de Cristo
Que renova os homens
Fracos que são à nascença
Provam-no aqueles que morrem

De dor os que os perdem
De mágoa os que os não levam
Às fontes da vida eterna
Que a todos os vivos irmanam

A Jesus Filho Unigénito
Do Pai que é Deus igual
E ao Espírito Santo
Que é invocado como tal

Qual a fé do providente pároco
Que me não deixou sem padrinho
Pois vendo mãe e madrinha tão sós
Sobre mim invocou Santo Antoninho

Pai Nosso. Avé Maria. Glória.

Oração pelas Vocações

Deus Pai, fonte de toda a santidade, envia novas vocações à Tua Igreja, Servidores generosos da humanidade ferida, Evangelizadores entusiasmados e corajosos, Pastores santos, que santifiquem o Teu povo com a palavra e os sacramentos da Tua Graça, Consagrados que mostrem a santidade do Teu Reino, Famílias tocadas pela Tua beleza, para que, pelo Teu Espírito Santo, comuniquem a salvação de Cristo a todas as pessoas da Terra. Ámen.

«Orai assim:» (Mt 6, 9-13)

Pai nosso,
que estais nos Céus,
santificado seja o vosso nome;
venha a nós o vosso reino;
seja feita a vossa vontade assim na terra como no céu.
O pão nosso de cada dia nos dai hoje;
perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido;
e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal.