Publicado em Lectio Humana-Divina

SER PROFETA: − EU + DEUS ÷ OUTROS

[Leitura] Ez 2, 2-5; 2 Cor 12, 7-10; Mc 6, 1-6

[Meditação] Sim, feitas as contas, somos maioritariamente “água”, ou seja, em termos realisticamente humanos… fraqueza. Há uma tendência, chamada “entropia” (perda de informação, regresso à desordem ou caos inicial), que é mais regressão, ou seja… fraqueza. O contrário é o milagre da evolução. E este acontece… por Graça. As leituras deste XIV domingo do tempo comum, apresentam-nos três personagens que nos ensinam outros tantos elementos do que significa ser profeta: com a situação de Ezequiel aprendemos que, apesar de os destinatários da mensagem de Deus não nos ligarem nenhuma, somos chamados a permanecer firmes, pois é preciso que saibam, pelo menos, que há um profeta que lhes foi enviado (o profeta é a mensagem); com Paulo aprendemos que também há “espinhos internos” a dificultarem-nos a missão de profetizar com entusiasmo, pelo que não devemos nem deixar-nos ir abaixo dessa missão se nos sentirmos débeis ou não preparados; Jesus Cristo também não foi bem recebido na sua terra e a qualificação de “carpinteiro” e “irmão” não lhe valia de muito, aparentemente, pois, na prática, continuava a impor as mãos aos que O reconheciam: os doentes, ou seja, os mais fracos.E tu, que és doméstica, professor, contabilista, mecânico, agricultor… tens a impressão que não serves para ser profeta? Pois, se és batizado, estás enganado! Estás enxertado em Cristo, de forma que Ele partilhou contigo essa missão, mesmo que, para já, só o facto de existires seja o que te é possível ser. Aos poucos, deixando que Ele encha o teu vaso, porventura, esmurrado ou quebrado, se encha da sua água viva, irás perceber que, sem as tuas resistências, Ele faz o que é preciso fazer: verter essa Bondade divina para os outros, aqueles que diariamente gritam pelos seus dons. Perguntas, porventura, como é que, então, apesar de fraco, podes ser melhor profeta? Sugiro que te apliques a fórmula: − EU + DEUS ÷ OUTROS. Na verdade, quando a invertemos, acontece a entropia; quando a usamos, acontece o milagre da evolução, visto mais do que para além das coisas físicas. Não te preocupes com as dificuldades internas: usa a coragem; não te preocupes com as dificuldades internas: usa a humildade; não fiques preso ao mesmo lugar ou forma de pensamento: deixa-te atrair pela graça de Deus que te move, inevitavelmente, em direção aos outros.

[ContemplAção] Em: twitter.com/padretojo

Autor:

Padre da Diocese de Viseu